Clínica de urologia e proctologia Geyer
Médico Urologista


Médico Urologista

Médico urologista em porto alegre.
Atendimento em Porto Alegre e região.

Doenças benignas da prostata

Doenças benignas da próstata

A próstata é a glândula sexual do homem que fica localizada no início da uretra masculina, bem próximo às vesículas seminais, as quais são responsáveis por produzir o líquido do esperma.

Quando se fala em doenças da próstata, logo nos vem à cabeça doenças graves, como o câncer. Por esse motivo, a saúde da glândula deve ser alvo de atenção dos homens, principalmente a partir dos 40 anos.

Outras afecções menos graves, mas que inspiram cuidados com a glândula, são comuns. Vamos conhecê-las a seguir.

Hiperplasia Prostática Benigna

Essa condição é caracterizada pelo aumento de tamanho da próstata que ocorre por causa de uma hiperplasia, ou seja, a proliferação excessiva das células do estroma e do epitélio. É bastante comum e aflige 30% dos homes com até 65 anos de idade e praticamente todos os homens com 80 anos ou mais.

Geralmente acomete homens a partir dos 40 anos e pode causar o estreitamento da uretra e, consequentemente, a dificuldade em urinar.

Em linhas gerais, a hiperplasia prostática benigna acontece devido à duas causas principais: oriunda da idade e de alterações hormonais.

  • Sintomas da hiperplasia benigna da próstata

Conforme mencionado acima, o aumento da próstata pode causar dificuldade e até a obstrução completa do jato urinário. É possível observar um jato de urina bem franco, a demora em iniciar a micção, jato interrompido e uma sensação de esvaziamento incompleto da bexiga. Por causa disso, o homem sente a necessidade de ir ao banheiro várias vezes ao dia – e durante a noite também - para dispensar pouca urina, evento conhecido como polaciúria.

Essa condição é extremamente desconfortável para o homem e reflete diretamente em sua qualidade de vida. Com o passar do tempo, o aumento da próstata pode bloquear o fluxo completo de urina, levando o paciente a desenvolver doenças renais.

  • Tratamento da hiperplasia benigna da próstata

Exames preventivos podem impedir que a doença atinja níveis crônicos e possa levar à doenças renais. O exame de toque é indicado e extremamente eficiente como parte do diagnóstico.

O tratamento para essa condição pode ser medicamentoso, com medicamentos que relaxam a próstata e impedem/diminuem seu crescimento. Nos pacientes que não respondem bem a medicação, ou que possuem outras complicações, uma cirurgia pode ser indicada. Existem várias técnicas cirúrgicas para tratar o aumento da próstata, variando desde cirurgias endoscópicas (pelo canal da uretra) até cirurgias abertas. A cirurgia indicada irá variar de acordo com as características de cada caso, bem como escolhas do paciente. Converse com seu médico urologista, ele é profissional mais indicado para esclarecer todas suas dúvidas.

Prostatites

Como o próprio nome indica, as prostatites são inflamações na próstata. Elas podem ser:

  • Prostatite bacteriana aguda ou crônica:

Apresenta os seguintes sintomas: febre, ardência, dificuldade de urinar ou reter a urina. O indivíduo com esse tipo de prostatite fica totalmente abatido, sem ânimo. Nos casos crônicos, os sintomas são bastante parecidos com os da hiperplasia prostática benigna.

  • Síndrome da dor pélvica crônica: nesse tipo de prostatite crônica, o indivíduo relata uma dor pélvica forte com mais de três meses de duração.

  • Prostatite inflamatória assintomática: mais comum em homens com PSA elevado.

As prostatites acometem homens em todas as idades, porém para os homens com 50 anos ou mais um acompanhamento mais rigoroso deve ser feito devido ao aumento da dosagem de PSA no sangue.

O tratamento para as prostatites são realizados por meio de antibióticos e sua eficácia é muito satisfatória.